10 dicas para lidar com um idoso ranzinza

Publicado por

Abrir mão da independência conquistada ao longo da vida é bem difícil para os idosos e faz com que muitos se tornem ranzinzas. Outros fatores também contribuem para o mau humor da terceira idade.

Quem convive com um idoso em casa sabe muito bem que lidar com os mais experientes é uma tarefa um tanto quanto complicada. O avançar da idade provoca uma série de mudanças no organismo da pessoa, tornando-a mais frágil, vulnerável e cada vez mais dependentes dos filhos ou dos netos.

Quando os papéis da vida precisam se inverter (filhos terem que cuidar dos pais idosos) é comum surgirem alguns conflitos. Os idosos são naturalmente mais experientes, independentes e possuem personalidades definidas. Estão acostumados a serem chefes de família, cuidar dos filhos, dos netos e de toda a rotina da casa.

Abrir mão dessa autonomia conquistada ao longo da vida é bem difícil para as pessoas mais velhas e faz com que muitas se sintam incapazes e irritadas. Se você está passando por alguma situação parecida em casa, preparamos a seguir 10 dicas de como lidar com um idoso ranzinza para que a sua relação com seus pais ou avós seja a mais agradável possível:

1. Tenha empatia:

Empatia é a capacidade que uma pessoa tem de se colocar no lugar da outra, compreendendo emocionalmente aquilo que lhe faz bem ou mal. Para ter uma boa convivência com um idoso ranzinza você – filho ou neto – precisa compreender o que está deixando seu pai idoso ou avô aborrecido. Às vezes o motivo da irritação é algo simples, como uma tarefa que ele não conseguiu realizar sozinho; em outras situações o mau humor do idoso pode ser oriundo de uma dor física, que ele não quer contar para não deixar você preocupado.

Procure sempre conversar com o idoso, procure saber dele o que o deixa chateado. Se a pessoa idosa for sua mãe, o mau humor pode ser porque ela já não tem disposição para limpar a casa sozinha e você pode controlar esse estresse se oferecendo para ajudá-la.

Se a pessoa idosa não quiser falar e a causa da irritação não for tão aparente, leve-a ao médico geriatra de confiança da família, para avaliar a saúde dela. Alguns idosos tomam medicamentos que mexem com o humor deles. Pergunte ao médico se pode ser essa a causa da irritação do idoso e questione sobre alternativas com efeitos colaterais menos negativos.

2. Valorize a experiência de vida do mais velho:

Os idosos viveram mais tempo do que muitos de nós e por isso é normal que saibam mais das coisas. Nunca despreze a experiência de vida de um ancião. Peça sempre a opinião da pessoa mais velha, permita que ela ajude nas tarefas da casa e deixe que de alguma forma cuidem dos netos pequenos.

A participação dos idosos em assuntos do dia a dia são de extrema importância, pois permite que eles se sintam parte da família, valorizados e respeitados.

3. Seja paciente:

Quem tem um familiar idoso em casa sabe perfeitamente o quanto cansativo pode ser ter que ouvir histórias repetidas várias e várias vezes. Entenda que o envelhecimento diminui a capacidade de memorização do idoso e isso faz com que ele narre fatos repetidos para toda a família como se fosse a primeira vez.

Seja paciente, respire fundo e ouça o que o idoso tem a dizer com atenção. Não hesite em participar da história como se você nunca a tivesse escutado antes. Mostre-se surpreso com os fatos narrados, pergunte com interesse o que ele fez em tal situação. A paciência é uma das maiores virtudes do ser humano, principalmente para aqueles que precisam lidar com idosos mal-humorados.

4. Deixe que o idoso participe das rotinas diárias da casa:

Alterações bruscas na rotina diária da pessoa idosa pode ser algo muito complicado. Se a pessoa sempre gostou de cozinhar, convide-a para preparar as refeições da família junto com você. Não há mal algum se o mais velho quiser realizar serviços domésticos, desde que estes sejam compatíveis com suas limitações físicas.

Varrer a casa, cozinhar, cuidar do jardim, dos animais domésticos e olhar os netos pode ser uma maneira de manter a pessoa mais velha em atividade, fazendo com que se sintam úteis e inclusas, sentimentos que diminuem consideravelmente o nível de irritabilidade dos idosos.

5. Ofereça momentos de lazer ao idoso:

A solidão e a falta de interação social na terceira idade são grandes propulsoras para deixar os idosos ranzinzas. Isso porque ele pode se sentir excluído, preso dentro de casa e longe das atividades que mais gostava de fazer.

Planeje um fim de semana com seu familiar idoso. Leve-o até o shopping, até ao parque natural de sua preferência ou simplesmente convide-o para jantar fora. Visite os amigos com ele. Manter contato com outras pessoas é essencial para o bem-estar da pessoa idosa, pois aumenta sua autoestima e diminui os riscos de que ela desenvolva depressão.

Atividades rotineiras feitas a pé junto com o idoso também são valiosas. Chame seus avós ou pais idosos para irem até a padaria, mercado ou até a banca de jornal mais próxima com você. Dessa forma você proporciona que o mais velho se exercite física e mentalmente.

6. Inclua o idoso em atividades para a terceira idade:

Procure saber se na cidade onde você vive existem atividades voltadas para idosos, como centros recreativos que ofereçam exercícios físicos como a hidroginástica, academia da terceira idade, aulas de dança, alongamento e várias outras programações.

Você pode pesquisar sobre esses recursos locais para idosos na internet, com seus vizinhos, familiares ou até mesmo ligando para a prefeitura da sua cidade. Interagir com outras pessoas da mesma faixa etária e participar de atividades adaptadas às necessidades dos mais velhos pode ser muito útil para melhorar o humor do idoso ranzinza.

7. Trate-o da mesma forma como você gostaria de ser tratado:

De uma coisa estamos certos: Todos nós (ou a maioria de nós) vamos envelhecer e nos tornar dependentes dos filhos ou dos netos. Tratar os idosos conforme gostaríamos de ser tratados na velhice é o primeiro passo para nos tornarmos cuidadores de sucesso.

Coloque-se sempre no lugar do idoso quando ele estiver irritado. Por quais motivos ele estaria sendo ranzinza? Seria por causa da falta de acessibilidade para os idosos na cidade onde você vive, que por algum motivo dificultou que ele realizasse alguma atividade?

Seria por causa da quantidade de informação em ritmo acelerado que ele não consegue absorver para acompanhar o mesmo ritmo dos filhos ou netos? Ou seria por que ele perdeu um tempão na fila do médico sem conseguir marcar a tão esperada consulta?

Viver em uma sociedade cada vez mais dinâmica e moderna pode assustar os mais velhos. Lidar com a indelicadeza das pessoas na rua, com a falta de paciência dos mais jovens em explicar as dúvidas dos idosos e lidar com obstáculos como escadas, vias públicas esburacadas, falta de sinalização e tantos outros empecilhos que prejudicam a mobilidade na terceira idade são fatores que podem contribuir para que o idoso esteja mal-humorado.

8. Diga ao idoso que o ama. Sempre!

Demonstre sempre seus sentimentos pelo seu familiar idoso, diga que o ama, o quanto ele é importante para você.

Se você é um cuidador de idosos, sorria sempre – mesmo ao lidar com situações difíceis. Um simples sorriso no rosto é capaz de transformar o dia de alguém.

Lembre-se sempre de que todas as pessoas – independentemente da idade que tenham – merecem respeito. Quando um idoso se sente amado e parte da família ele vive menos irritado e mais feliz.

9. Ensine coisas novas aos idosos:

Que tal apresentar atividades novas ao idoso? A internet pode se tornar um ótimo passatempo para as pessoas mais velhas, seus familiares ou seus cuidadores.

Ensine ao idoso como pesquisar por assuntos do seu interesse na internet. Pode ser a receita do bolo preferido, genealogia, música, matéria jornalística, fatos do passado, enfim, existe um mundo virtual de possibilidades!

Explique a ele o funcionamento dos apps de mensagens e redes sociais. Ajude-o a interagir com um familiar ou um amigo que ele não vê há muito tempo. Esses ensinamentos tornam o idoso mais independente e confiante.

Oferecer ao idoso um tempo de qualidade é uma forma de retribuir todo o carinho que um dia eles tiveram por nós.

10. Pratique a tolerância desde já!

O aumento da expectativa de vida da população mundial nos torna cada vez mais certos de que vamos envelhecer.

Ter um relacionamento amigável com nossos pais ou nossos filhos desde já torna possível uma futura inversão de papéis mais saudável e prazerosa para ambas as partes.

Quanto mais amor, mais cumplicidade e intimidade pais e filhos tiverem na juventude, maior é a possibilidade de vencer os desafios de cuidar dos pais na velhice.

Vídeo: Stand up com Walter, exemplo de um idoso bem ranzinza.

 

E você, como lida com um idoso ranzinza? Queremos ouvir sua opinião!

 

6 comentários

  1. Leio muito de como agir. Mas nunca nada serviu p oque preciso. Sei q idoso e dificil. Mas o meu não É difícil. E dificílimo. Provoca td mundo. Acabou cm meu casamento de 35 anos. E não para. Reclama de tudo. Xinga. Esconde as coisas e invocou cm meu limpador de quintal q rouba. Os sites so nos mandam ter paciência. E nós vamos morrendo?

Deixe uma resposta