A importância das tecnologias assistivas para idosos

Publicado por

O aumento da expectativa de vida da população mundial tem feito com que os serviços para o público da terceira idade estejam em alta no mercado; mas quais são as tecnologias que cuidam dos nossos idosos a distância?

Também conhecidos como Serviços de Tele Assistência ou Monitoramento de Emergência Pessoal, as tecnologias assistivas para idosos permitem que familiares ou cuidadores de pessoas com idade avançada tenham acesso em tempo real aos dados sobre o bem-estar e saúde de seus pacientes, mesmo estando à distância.

O monitoramento à distância proporciona mais tranquilidade aos familiares e mais autonomia e segurança aos idosos. Trata-se de tecnologias que, embora sejam diferentes, possuem um único objetivo: garantir que as necessidades dos mais velhos estejam sendo atendidas sem a intromissão direta dos seus familiares, o que acaba sufocando e irritando os idosos.

As tecnologias assistivas também permitem que os familiares ou cuidadores sejam capazes de identificar possíveis situações de risco e se anteciparem a elas, diminuindo o risco de vários acidentes comuns na terceira idade, como quedas e ingestão errada de medicamentos.

Mas quais são as tecnologias que cuidam dos nossos idosos a distância? São diversos equipamentos, categorizados em “uso dentro de casa” e “uso fora de casa”. A seguir, listamos as principais:

1) Botão de emergência:

Botão de emergência

Nesse modelo de tecnologia assistiva, é entregue um console conectado ao telefone fixo da residência com um botão de emergência, para ser acionado pelo idoso em caso de emergência.

Caso haja alguma ocorrência, o idoso aciona o botão e é automaticamente redirecionado para uma central telefônica composta por profissionais especializados, capazes de providenciarem a ajuda necessária.

A grande vantagem do monitoramento à distância para idosos é a possibilidade de manter os seus familiares tranquilos onde quer que estejam, pois sempre será oferecida a alternativa mais rápida e adequada para o bem-estar de quem tanto eles amam.

2) Sensor de quedas:

sensor de queda - Pinterest
As quedas podem afetar seriamente a saúde dos idosos, causando inclusive, limitação dos movimentos. Foto: Pinterest

Apesar de poderem acontecer com qualquer pessoa, é na terceira idade que elas se tornam mais comuns. As quedas podem afetar seriamente a saúde dos idosos, causando inclusive, limitação dos movimentos.

Devido aos danos que podem ser causados por um tombo, cuidadores de idosos buscam continuamente por sistemas capazes de cuidar de seus familiares mais velhos à distância.

O sensor de quedas para idosos identifica com rapidamente a ocorrência de um evento brusco, que pode ser representado por um impacto ou um tombo, por exemplo.

Depois de identificar a ocorrência do evento, ele entra em contato com uma central de atendimento para solicitar socorro para o idoso, que pode estar desacordado para pedir ajuda.

A rapidez no socorro minimiza as consequências drásticas das quedas em idosos.

3) Dispensador Eletrônico de Medicamentos:

Med-Q Pill Box
O porta comprimidos eletrônico é o equipamento ideal para idosos que vivem sozinhos e precisam tomar remédios em horários certos. Foto: Med-Q Pill Box

O porta comprimidos eletrônico é o equipamento ideal para idosos que vivem sozinhos e precisam administrar medicamentos de uso periódico em horários certos.

Com o dispensador eletrônicos de medicamentos a pessoa programa os horários das medicações e na hora certa ele emite um alarme, disponibilizando os remédios nas doses certas.

Além de facilitar a rotina de medicamentos do idoso, o dispensador eletrônico de comprimidos é portátil; com ele, o seu familiar mais velho não esquecerá de tomar seus remédios.

4) Rastreador GPS para idosos:

Rastreador GPS
O rastreador GPS para idosos possui localização via satélite e funciona integrado a um chip de celular. Foto: Tecnosenior

Quem tem um familiar idoso em casa sabe o quão preocupante é deixá-lo sair de casa sozinho. Principalmente se o idoso for portador de alguma doença neurodegenerativa, como o Alzheimer.

O rastreador GPS para idosos possui localização via satélite e funciona integrado a um chip de celular. Caso o idoso se perca no meio do caminho ele aciona um botão de emergência, que automaticamente liga para os números de telefone cadastrados na memória do dispositivo.

Os números de telefone cadastrados no sistema do rastreador GPS para idosos podem solicitar a qualquer momento a localização do familiar ou paciente; alguns sistemas de rastreio também oferecem auxílio através de mapas e bússolas digitais aos idosos.

Vale a pena ter um sistema assistivo para idosos?

Quem tem um familiar já em idade avançada sabe o quanto é difícil mantê-lo seguro o tempo todo. Os mais velhos estão acostumados a serem os donos da casa, cuidadores dos filhos, dos netos e de sua própria vida pessoal; a maioria deles deseja autonomia e privacidade. E não há nada de mal nisso.

Algumas pessoas optam por morarem sozinhas na velhice e apesar de nós – filhos ou netos termos que aceitar tal decisão, gostamos sempre de saber se está tudo bem com quem tanto amamos, não é verdade?

A tecnologia assistiva para idosos nos ajudam a garantir que nossos idosos estejam seguros, mesmo à distância. Os sistemas de emergência pessoal não são invasivos e preservam a autonomia e a privacidade dos idosos.

Onde encontrar empresas de monitoramento de idosos?

Atualmente várias empresas oferecem tecnologias variadas para monitorar os velhinhos à distância. É necessário conhecer as necessidades do idoso e contratar os serviços adequados para ele.

Entre as empresas que estão em destaque no ramo de tele assistência ou monitoramento de emergência pessoal para idosos, podemos destacar a Tele Help, a LinCare, a Tecnosenior e a HelpCare Brasil.

Quanto custa a tecnologia assistiva para idosos?

Responder à pergunta acima nem sempre é uma tarefa muito fácil, já que várias são os sistemas de monitoramento à distância para idosos. No entanto, é possível afirmar que todos podem cuidar dos seus velhinhos mesmo estando longe; há opções para todos os bolsos!

De pulseiras de monitoramento que custam cerca de R$ 150,00 mensais até sistemas assistivos mais elaborados que podem custar alguns milhares de reais, a tecnologia assistiva é uma ótima alternativa para acompanhar de longe o público da terceira idade que continua ativo e desejando independência.

É claro que dependendo do nível de cuidado que o idoso necessita, a tecnologia assistiva poderá funcionar somente como complemento, devendo, portanto, os seus responsáveis contratarem um cuidador de idosos, para melhor acompanhamento.

Não devemos nos esquecer também de que nenhuma tecnologia substitui o amor, o carinho e a companhia dos familiares e amigos.

 

E você? Faz uso de alguma tecnologia assistiva para cuidar do seu familiar idoso? Conta para a gente!

2 comentários

Deixe uma resposta