Cirurgia plástica na terceira idade: procedimentos exigem cuidados especiais

Publicado por

Com o envelhecimento da população brasileira, crescem os números de cirurgia plástica para corrigir os sinais da idade

Quem disse que cirurgia plástica é coisa para gente nova?

A autoestima não tem idade e cada vez mais pessoas com mais de 60 anos estão se rendendo aos procedimentos cirúrgicos para controlar os sinais do envelhecimento.

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) revelam que entre as cirurgias plásticas mais procuradas por homens e mulheres acima dos 60 anos estão os procedimentos de rejuvenescimento facial.

Entre os motivos que levam um idoso até uma clínica estética para se submeter a tais procedimentos cirúrgicos estão a melhora da autoestima e os relacionamentos afetivos.

Veja a seguir, as cirurgias plásticas mais procuradas por quem já passou dos 60:

  • Lifting facial:

O lifting facial é um procedimento cirúrgico estético que visa a reduzir os sinais da idade e assim, melhorar o aspecto da pele.

É a cirurgia plástica mais procurada por homens e mulheres com mais de 60 anos que desejam se livrar de rugas e linhas de expressão no rosto e da flacidez na região do pescoço.

  • Abdominoplastia:

A abdominoplastia é um tipo de procedimento cirúrgico mais voltado para mulheres, pois visa a corrigir os problemas oriundos das gestações e do efeito sanfona.

Essa cirurgia restabelece a musculatura abdominal que fica frágil após a gravidez e promove a redução das medidas da cintura, contribuindo para a melhoria do contorno do corpo.

  • Cirurgia das mamas:

No caso dos seios, duas são as cirurgias procuradas por mulheres que estão na melhor idade: a mamoplastia de redução e a mamoplastia de aumento.

A mamoplastia de redução está associada aos casos genéticos e aos casos de amamentação que provocam o aumento excessivo dos seios, causando efeitos colaterais como dores na coluna.

Já a mamoplastia de aumento é mais indicada para o caso de correção da flacidez das mamas decorrente do envelhecimento ou da amamentação e proporciona que os seios voltem a ter a aparência bonita e natural da juventude.

  • Cirurgia das pálpebras (Blefaroplastia):

Procedimento cirúrgico igualmente procurado por homens e mulheres idosos, visa a melhoras a aparência caída das pálpebras dos olhos.

Além da melhoria estética, essa cirurgia também melhora o campo de visão do indivíduo.

Quais são os pré-requisitos para fazer uma cirurgia plástica na terceira idade?

Não existe idade para se cuidar e ser feliz. Os procedimentos cirúrgicos estéticos não levam em conta a idade do paciente, mas sim, seu histórico médico.

Mas no caso dos idosos, uma cirurgia plástica requer alguns cuidados especiais, como por exemplo:

  • Histórico clínico e exames:

Para se submeter a qualquer cirurgia plástica, o idoso precisa estar em plenas condições de saúde, que devem ser atestadas por exames clínicos, laboratoriais e por radiografias.

Se o paciente idoso for hipertenso, deverá controlar a pressão antes; se tiver problemas com a tireoide, até o dia da cirurgia as taxas deverão estar normais.

O idoso fumante tem que deixar o cigarro até 30 dias antes da operação e não poderá fumar durante todo o pós-operatório. Isso porque o cigarro, além de comprometer a cicatrização da pele, ainda pode causar a necrose do tecido.

A avaliação cardiológica e a pulmonar também são exames de extrema importância para que uma pessoa na terceira idade se submeta à cirurgia plástica.

Essa avaliação prévia da saúde do mais velho torna a cirurgia mais segura, minimizando os riscos de complicações pós-cirúrgicas.

  • Pacientes com dificuldades de locomoção:

Pacientes com movimentos limitados pela idade ou por algum outro motivo não deverão se submeter a cirurgias de correção das mamas e do abdome, mas podem fazer plásticas menos invasivas, como o lifting facial, por exemplo.

  • Combinação de duas ou mais cirurgias:

No caso da necessidade de dois ou mais procedimentos cirúrgicos, deve-se esperar de três a quatro meses entre uma plástica e outra.

O idoso nunca deve ser submetido a mais de uma cirurgia de uma vez.

Esse cuidado evita que o mais velho fique muito tempo sob efeito de anestesia, que nesses casos é prejudicial e perigosa.

  • Recuperação pós-cirúrgica:

Não se deve esperar que o idoso se recupere de uma cirurgia plástica com o mesmo tempo que se recupera uma pessoa jovem.

Nos idosos, a cicatrização é mais lenta e geralmente mais dolorida.

Quais são as complicações de fazer uma cirurgia plástica depois dos 60?

  • O envelhecimento proporciona uma série de mudanças no organismo da pessoa, entre elas a dificuldade de circulação sanguínea, o que pode levar mais facilmente um paciente idoso a ter trombose após a cirurgia.
  • Uma pessoa mais velha possui uma regeneração celular mais lenta, o que dificulta a cicatrização e oferece maior risco de abertura dos pontos.
  • Os idosos também são mais suscetíveis aos hematomas pós-cirúrgicos, manchas roxas causadas pelo acúmulo de sangue na região submetida ao procedimento.

O idoso e a anestesia: principais consequências

Todos os procedimentos cirúrgicos são realizados sob efeito de anestesia, seja ela local, geral, peridural ou raquianestesia (aplicadas na coluna vertebral do paciente).

Entretanto, na terceira idade, as complicações decorrentes da anestesia costumam ser bem maiores. Vejamos a seguir as principais:

  • Náusea e vômitos;
  • Retenção urinária;
  • Dores de cabeça;
  • Tremores;
  • Dificuldade respiratória;
  • Infarto;
  • Perda da sensibilidade dos membros inferiores causadas pela anestesia peridural ou raquianestesia, que contribui para o risco de queda em idosos;
  • DCPO (disfunção cognitiva pós-operatória): Pacientes idosos que submetem a cirurgias sob anestesia geral correm o risco de serem afetados pela DCPO, uma condição médica que afeta a memória e a concentração, e, em casos mais graves, provoca a demência senil.

Antes de fazer qualquer cirurgia, o paciente deve se submeter a uma rigorosa avaliação clínica para garantir a segurança do procedimento e o seu bem-estar.

E antes de querer ficar com uma aparência mais jovem, lembre-se: cirurgias plásticas só devem ser realizadas por profissionais membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e em locais seguros, como hospitais e clínicas estéticas renomadas.

Deixe uma resposta