Dia-da-família

08 de dezembro, Dia Nacional da Família

Publicado por

Instituído pelo Decreto Lei nº 52.748, de 24 de outubro de 1963, o Dia da Família é comemorado no dia 08 de dezembro no Brasil.

A data tem como objetivo principal lembrar a importância dessa instituição tão importante que é a família, considerada célula-base da humanidade.

E quando falamos em família, não devemos apenas pensar nos pais e nos filhos, mas também em todos os outros familiares envolvidos na formação do caráter do indivíduo, na concepção dos seus valores morais e da sua ética.

Sob essa perspectiva, considera-se família todos aqueles que estão unidos em cuidar e proteger outro ser humano, independente dos laços sanguíneos que os unem. Nesse conceito estão inclusos os avós, os padrinhos, os tios e até mesmo os amigos mais próximos.

Os avós são os patriarcas da família

Não existe família sem os avós. Eles são partes essenciais dessa instituição divina.

Os avós podem ser maternos (pais da mãe) ou paternos (pais do pai) e em ambos os casos, exercem um importante papel na educação dos netos.

Considerados patriarcas ou os grandes chefes das famílias, os avós merecem todo o nosso respeito, obediência e atenção. Há muita sabedoria no que eles falam, portanto, nunca despreze o conselho do mais velho.

A família ideal

Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos art. 16 item 3, “A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção da sociedade e do Estado.”

É a partir dela que formamos o nosso caráter, a nossa identidade. A família é um verdadeiro presente de Deus e está presente em nossas vidas nos momentos bons ou ruins.

Antigamente, a família era inicialmente formada pelos pais e pelos filhos, até que as constantes mudanças demográficas promoveram várias transformações no seio dessa instituição.

Atualmente temos famílias constituídas em que os filhos são criados apenas pelo pai ou pela mãe (monoparentais) ou pelos avós (em casos de divórcio ou ausência dos pais imposta pelo trabalho). Há ainda aquelas famílias formadas por relacionamentos homoafetivos.

Independentemente da sua constituição, todas as famílias são legítimas e têm o seu devido valor na sociedade. Não existe um modelo de família a ser seguido, pois a família ideal é aquela onde o indivíduo se refugia depois de um dia longo e estressante.

No dia de hoje, gostaríamos de parabenizar todas as famílias brasileiras e te convidar a refletir se você está dando o devido valor a sua.

Não perca tempo! Diga hoje mesmo para a sua família o quanto você a ama. Amanhã pode ser tarde demais.

Deixe uma resposta