Pilates-na-terceira-idade

Serviços para a terceira idade: Pilates

Publicado por

Considerada uma atividade física de baixo impacto, a prática regular de Pilates contribui para um envelhecer mais saudável e ativo.

O Pilates é uma terapia de condicionamento físico que trabalha a respiração, o fortalecimento muscular, a flexibilidade corporal e a mente do indivíduo.

Por ser considerada uma atividade física que oferece baixo risco de lesões e que pode ser ministrada de forma individualizada, o Pilates é altamente recomendado para tratar as limitações físicas dos idosos decorrentes de doenças articulares ou do envelhecimento natural.

Uma única aula de Pilates é capaz de trabalhar o corpo inteiro. A prática da terapia de duas a três vezes por semana oferece ao mais velho resistência física, consciência corporal, melhoria da respiração e da postura.

A importância do Pilates na terceira idade:

O envelhecimento natural provoca uma série de mudanças no corpo e na mente de uma pessoa, como o declínio cognitivo, a perda da força muscular e do equilíbrio, fatores de risco para as quedas na terceira idade.

Os exercícios físicos do Pilates têm por objetivo equilibrar o corpo e a mente, oferecendo ao idoso mais concentração, coordenação motora, equilíbrio, flexibilidade e consciência corporal.

Como resultado, temos uma terapia que funciona como grande aliada dos idosos para a realização das suas atividades rotineiras, como amarrar os próprios sapatos ou alcançar um objeto em uma prateleira.

Ou seja, o Pilates oferece melhor qualidade de vida para os idosos.

Pilates e idosos: 7 benefícios essenciais

Por não apresentar muito impacto físico, o Pilates é um tipo de exercício físico considerado altamente seguro para idosos. Por esse motivo, ele costuma ser recomendado por médicos para tratar vários problemas decorrentes do envelhecimento.

A seguir listamos 7 benefícios proporcionados pela terapia, para que você crie coragem e comece hoje mesmo a praticar o Pilates:

  1. Alívio do estresse:  Os exercícios do Pilates têm como foco principal a respiração, portanto, melhoram significativamente a concentração. Além disso, as atividades são realizadas em ambiente calmo e silencioso, o que deixa o idoso menos estressado.
  2. Melhora postural: Os alongamentos realizados durante as aulas de Pilates deixam o corpo mais flexível e melhoram a postura. Isso é muito importante, pois reduz as dores crônicas nas costas dos idosos.
  3. Previne lesões: O Pilates melhora significativamente a marcha do idoso, o que previne quedas na terceira idade. Isso porque ao trabalhar uniformemente os movimentos de todo o corpo, a atividade física faz com que a caminhada se torne mais equilibrada e segura.
  4. Melhora da força muscular: O Pilates é composto por vários exercícios que trabalham a força e a flexibilidade muscular. Esses benefícios devolvem a autonomia aos idosos para que eles possam realizar várias atividades sozinhos, como subir escadas, carregar bolsas, entre outras.
  5. Melhora a autoestima: Além de trabalhar a força muscular e a postura, o Pilates também melhora o contorno do corpo, pois converte a gordura em massa magra e ajuda no emagrecimento. Ao perceber essas mudanças positivas, o idoso se sente mais disposto e feliz.
  6. Combate a depressão: As aulas de Pilates geralmente são realizadas em conjunto com outras  pessoas, o que contribui para que o idoso faça novas amizades. A interação social promovida pela atividade ajuda a combater o isolamento e a depressão na terceira idade.
  7. Alivia os sintomas de doenças reumáticas: Como os exercícios do Pilates atuam sobre os movimentos do corpo de maneira geral, as articulações também são estimuladas. Esse estímulo melhora a flexibilidade articular e facilita a realização de movimentos prejudicados  por doenças como artrite e artrose, por exemplo.

Tipos de Pilates que podem ser praticados por idosos:

Os exercícios do Pilates podem ser realizados de duas formas, com ou sem aparelhos. A indicação de uma modalidade ou outra vai depender das necessidades físicas do idoso.

  • Pilates com aparelhos: Essa modalidade utiliza aparelhos de ginástica com o uso de molas para a realização dos movimentos. As molas servem para que a pessoa possa empregar mais ou menos força para realizar a atividade e assim, estimular músculos e articulações com mais intensidade.
  • Pilates Solo: Considerada a modalidade mais difícil da atividade física, pois utiliza o próprio peso do corpo do paciente para a realização dos movimentos. Apesar de mais difícil, essa técnica permite que o Pilates possa ser ministrado em qualquer lugar, inclusive em domicílio, no caso de pessoas impossibilitadas de saírem de casa.

Profissional capacitado para dar aulas de Pilates para pessoas com mais de 60 anos:

Apesar de ser uma modalidade física que oferece baixo risco de impacto e lesões, a aula de Pilates deve ser dada por um profissional habilitado para que o paciente possa usufruir de todos os benefícios oferecidos pelas atividades.

Os profissionais que podem dar aulas de Pilates são os educadores físicos e fisioterapeutas e ambos podem oferecer o serviço para a terceira idade em estúdios, academias ou na própria residência do paciente.

O que é necessário para realizar aulas de Pilates?

O Pilates é uma atividade considerada segura e por isso, não possui contraindicações (existem alguns casos particulares).

No entanto, antes de iniciar a terapia de condicionamento físico, recomenda-se a avaliação com algum profissional de saúde (ortopedista, clínico geral, geriatra) para que as atividades realizadas estejam de acordo com as limitações físicas do idoso.

Essa avaliação prévia evita lesões e garante que todos os benefícios proporcionados pelo Pilates sejam desfrutados pelo indivíduo.

Para terminar o nosso post de hoje, vamos citar a famosa frase de Joseph Pilates, o criador de um dos métodos de condicionamento físico mais respeitado do mundo:

“Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem.” Joseph Pilates

 

Se você chegou na terceira idade e deseja se transformar no “jovem” que Joseph Pilates descreve na frase acima, comece hoje mesmo a praticar a modalidade física. Se você já faz aulas de Pilates, que tal compartilhar esse post em suas redes sociais para que mais velhos de 30 anos possam se tornar futuros jovens de 60?

Deixe uma resposta