Atrações em Chiloé para a terceira idade, palafitas

Chiloé: destino turístico de paz e tranquilidade para a terceira idade

Publicado por

Um arquipélago localizado ao sul do Chile que mais parece cenário de filme hollywoodiano. Assim é Chiloé, reduto de história e paisagens belíssimas que encantam a todos, inclusive o público da terceira idade.

O arquipélago é formado por mais de 30 ilhas, sendo a principal delas a Ilha Grande de Chiloé. Este é o principal destino turístico para todos aqueles que estão em busca de aproveitar ao máximo tudo o que a mãe natureza tem a oferecer.

Cerca de 3 horas separam a capital do Chile (Santiago) de Chiloé. As principais cidades da Ilha Grande são Castro e Ancud. Castro, a capital, fica localizada no meio da região e possui boa infraestrutura hoteleira, além de restaurantes que servem o melhor da culinária local. Além disso, essa comuna possui um aeroporto e por esse motivo se constitui como porta de entrada para todo o arquipélago.

Ancud é famosa pelos seus inusitados visitantes, que complementam a paisagem natural da comuna entre os meses de setembro a março. Eles tornam ainda mais especial a visita a Chiloé. São os pinguins.

Você já passou dos 60 anos e ficou interessado neste destino turístico e suas várias maravilhas naturais? Então veja a seguir as principais atrações de Chiloé para a terceira idade:

Atrações em Chiloé para a terceira idade

1) Observar os pássaros da região

O nome Chiloé significa “lugar das gaivotas”. Além das gaivotas, estima-se que a região tenha cerca de 150 espécies de pássaros diferentes, muito deles migram para lá em épocas de acasalamento. Por esse motivo, vários pontos de observação de pássaros estão espalhados pela região.

atrações de chiloé para a terceira idade, pinguins
Pinguins em Chiloé

No entanto, a principal atração turística da região são os pinguins, aves que migram da Patagônia e da costa do Peru e do Chile na primavera e lá permanecem até o verão. De setembro a março é possível conferir todo o charme desses ilustres visitantes em passeios de barco com duração média de 40 minutos.

Além dos pinguins, na Ilha de Grande de Chiloé também é possível contemplar espécies raras de cisnes, como o do pescoço preto. Além deste, aves típicas do Chile como o Pato Colorado e mais de 40 outras espécies nativas também podem ser vistas na região. Prepare a câmera para registrar esses momentos incríveis!

2) Visitar os bairros de palafitas

Atrações em Chiloé para a terceira idade, palafitas

As casinhas de palafitas são o símbolo de Chiloé. Pequenas edificações coloridas construídas sobre estacas em áreas alagadiças que dão um charme todo especial à região. Além disso, as palafitas refletem um dos principais modos de sobrevivência dos moradores do arquipélago: a pesca.

Após o terremoto que atingiu o arquipélago em 1960, restaram apenas dois grupos de palafitas na comuna de Castro, as palafitas do bairro Gamboa e as palafitas do bairro Pedro Montt. Atualmente muitas dessas construções abrigam hotéis, bares e restaurantes.

3) Contemplar a arquitetura de Chiloé

Ao passear pelas ruas da Ilha Grande, a galerinha da terceira idade poderá contemplar a arquitetura típica da região, no estilo chilote. Essa é uma das formas de conhecer de perto a história e a cultura local.

Chiloé, ao sul do Chile, tem uma arquitetura única, composta por edificações revestidas por tejuelas, que são espécies de telhas de madeira esculpidas artesanalmente. Essas placas de madeira foram feitas pelos mesmos carpinteiros que construíram as primeiras embarcações do arquipélago e seus inúmeros desenhos eram usados para distinguir as famílias da região.

4) Visitar as igrejas históricas do arquipélago

atrações de chiloé para a terceira idade, igreja
Igreja de Tenaun, Chiloé

Outro passeio imperdível por Chiloé para o público 60+ é o tour pelas igrejas histórias da região. Ao todo, mais de 70 templos religiosos com arquitetura chilota estão espalhados pelo arquipélago. Entre eles, 16 são considerados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Essas igrejas, construídas entre os séculos XVII e XVIII durante as missões jesuíticas nas ilhas que compõem o arquipélago, possuem formatos bem parecidos. São pequenas, possuem uma torre ao centro e são revestidas por tejuelas.

Mas, apesar de parecerem com desenhos feitos por crianças, não se engane: o interior de cada uma delas possui verdadeiras relíquias, que bem preservadas, relatam a história da região e se constituem como tesouros da humanidade.

O mais antigo templo religioso do arquipélago é a Igreja de Santa Maria de Loreto de Achao, que fica localizada na ilha de Quinchao. Ela foi construída em 1730 e o seu grande diferencial arquitetônico está no teto, que lembra o casco de um barco virado de cabeça para baixo.

Santa Maria de Loreto de Achao juntamente com outras igrejas listadas como Patrimônios Mundiais pela UNESCO fazem parte do Circuito das Igrejas Históricas de Chiloé. Vale a pena uma ou mais visitas por esses tesouros da humanidade.

5) Visitar os mercados de Chiloé

Nos mercados desse arquipélago chileno você encontra de tudo um pouco: frutas, verduras, frutos do mar e artesanatos feitos com lã. Apesar de toda essa variedade de itens, o mais famoso mercado da região é o da comuna de Dalcahue, que comercializa apenas artesanato. Portanto, é um passeio e tanto para os vovôs e vovós de plantão.

As bonequinhas de lã são os produtos artesanais mais vendidos de Dalcahue, pois se traduzem basicamente como lembrancinhas da região. Aos domingos, o mercado reúne artesãos de outras comunas do arquipélago e a visita passa a ser então, mais interessante. Se precisar fazer uma pausa para o almoço, o próprio mercado possui balcões especializados na gastronomia local.

Qual é a melhor época do ano para visitar Chiloé?

Apesar de ser belo durante os 365 dias do ano, os meses de primavera e verão são os melhores para visitar o arquipélago. É entre esses meses que ocorre a temporada de observação das aves migratórias, como os pinguins.

Os meses de setembro a março também favorecem passeios ao ar livre e banhos de mar. Ou seja, visitar Chiloé no inverno é possível, mas são os meses quentes de verão que reservam grandes surpresas.

Terceira idade: como chegar até o arquipélago de Chiloé

Várias são as formas de chegar até este tesouro escondido no Chile. Por terra, é possível pegar um ônibus da capital Santiago até a comuna de Castro. O percurso dura cerca de 15 horas.

Também dá para reduzir o tempo de viagem ao optar pelo transporte aéreo para chegar até Chiloé. Os voos partem da capital chilena Santiago e aterrissam no aeroporto de Castro. Nessa opção, a viagem dura menos de 2 horas.

Mas há também quem goste de se aventurar pelo mar e chegar até o arquipélago a bordo de uma balsa. A vantagem desse meio de transporte, é que com ele, você poderá visitar o melhor de Chiloé de carro.

E então, gostou das dicas de atrações em Chiloé para a terceira idade? E se você pudesse desfrutar dessas e de várias outras atividades interessantes com quem mais entende de turismo para adultos com mais de 50 anos?

Quer conhecer esse lugar maravilhoso? Ainda dá tempo de ver os pinguins em Janeiro, conheça um de nossos parceiros, especializado em turismo para a 3ª idade:

DEORSOLAR é uma agência de viagens fundada pela personal travel Cristina Deorsola, especializada no público da Terceira Idade, ela desenvolve roteiros personalizados de acordo com a experiência que cada pessoa pretende viver em uma viagem, com flexibilidade e integração entre grupos, família, filhos, avós e netos, proporcionando momentos inesquecíveis.

e-mail: deorsolar@gmail.com

WHATSAPP: (21) 99413-0870  – Atendemos todo o Brasil!

3 comentários

Deixe uma resposta