Serviços para idosos, nutricionista

O papel do nutricionista no envelhecimento saudável

Publicado por

O papel do nutricionista é de auxiliar o indivíduo a manter uma alimentação balanceada. Isso proporciona uma longevidade com mais saúde e qualidade de vida.  

Diversos estudos comprovam que a expectativa de vida aumentou nas últimas décadas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística já apontou que, nos próximos anos, o aumento do contingente de idosos será maior do que o crescimento de toda a população.

Essas pesquisas comprovam que é possível vencer as barreiras que são inerentes ao processo de envelhecimento. Entretanto, para que isso aconteça, é necessário construir hábitos saudáveis e se manter ativo durante a terceira idade.

Os serviços de um nutricionista têm primordial ação no quesito mais saúde e qualidade de vida. Isso porque uma alimentação balanceada consegue prevenir diversas doenças comuns na terceira idade.

Além disso, os profissionais de nutrição, por meio da criação de uma dieta de acordo com as necessidades e o perfil do mais velho, conseguem restabelecer a quantidade ideal de massa muscular e gordura que o corpo precisa.

Além desses benefícios, vários outros podem ser obtidos durante o acompanhamento nutricional. Ficou curioso? A seguir responderemos às perguntas mais frequentes sobre o assunto. Assim, você ficará por dentro de todas as vantagens de ser acompanhado por um nutricionista durante o processo de envelhecimento. Confira abaixo:

Qual a importância de manter um acompanhamento com um nutricionista na terceira idade?

Envelhecer, infelizmente, não significa apenas ter mais idade e experiência de vida. O pós-fase adulta representa uma gama de modificações em nossos corpos. Entre elas podemos citar a perda de massa muscular, queda de dentes, redução da força física, entre outras.

Por esses fatores, estar em dia com as consultas médicas é bastante essencial àqueles que buscam ter uma terceira idade com bem-estar e saúde. Desse modo, a nutrição é uma das áreas médicas que também devem ter destaque no quesito manutenção da qualidade de vida.

A orientação do nutricionista ajuda os idosos a evitar o surgimento de doenças crônicas como a obesidade, o diabetes e a hipertensão. Isso porque quase todas elas são causadas pelo alto consumo de alimentos que não possuem valores nutricionais benéficos. Ou ainda, pelo baixo consumo de verduras e legumes.

Então, a partir do acompanhamento da dieta do paciente mais velho, o nutricionista consegue diagnosticar e prevenir os riscos dessas enfermidades. Cabe ressaltar que algumas doenças crônicas podem acarretar outras mais graves. Entre elas podemos citar o Mal de Parkinson, transtornos pulmonares, infartos, AVC (acidente vascular cerebral) e até mesmo o câncer.

Quais são os alimentos que os nutricionistas não recomendam?

Segundo os nutricionistas, quem possui mais de 50 anos tem menos necessidade de ingerir comidas e bebidas calóricas. Isso porque nessa fase da vida, as pessoas precisam de uma alta quantidade de vitaminas, proteínas e sais minerais. Essa necessidade se dá pelo fato de que o organismo do mais velho possui menor imunidade e metabolismo mais lento.

Contudo, muitos produtos alimentícios que são facilmente encontrados nos supermercados, ou não oferecem nenhum valor nutricional ou possuem baixíssimos benefícios aos nossos corpos.

Por esse motivo, é papel do nutricionista orientar os mais velhos sobre os riscos do consumo excessivo de açúcar. O ingrediente costuma ser encontrado em absurda quantidade em refrigerantes e sucos industrializados, por exemplo. Contudo, algumas frutas também possuem alto teor de açúcar.

Além do açúcar, a gordura saturada presente em alguns alimentos também pode ser prejudicial à saúde. Principalmente quando ela é ingerida em quantidades superiores ao que é permitido consumir na terceira idade, pois causa colesterol alto.  Mas como saber qual é a recomendação diária de gorduras? Somente a avaliação com um nutricionista poderá responder.

As comidas embutidas como as salsichas, linguiças, mortadela e presunto também aparecem na lista dos alimentos prejudiciais à saúde dos seniores. Isso porque esses processados têm uma quantidade excessiva de sódio (ingrediente principal do sal de cozinha comum). O consumo em excesso de sódio pode causar males estomacais e o aumento da pressão arterial.

Quais são as consequências da má alimentação na terceira idade?

Um dos benefícios promovidos pela reeducação alimentar na terceira idade é proporcionar uma melhora no funcionamento do organismo. Isso porque, algumas comidas que ingerimos ao longo da vida prejudicam o pleno desempenho de nossa estrutura física interna na velhice.

Com isso, devido a um histórico nutricional ruim, os papeis imunológico, hepático, renal, cardíaco, pulmonar e metabólico do organismo do indivíduo pode ser comprometido.

Isso significa um enorme perigo, visto que, depois dos 65 anos, o organismo já funciona bem menos do que na juventude. Além disso, tal problema na esfera imunológica, por exemplo, pode ocasionar até a morte precoce.

Como melhorar a alimentação e ter uma vida mais saudável?

A primeira recomendação para manter o bem-estar na melhor fase da vida e estar saudável é começar com o acompanhamento com um nutricionista, caso ainda não o faça.

Em segundo lugar, buscar consumir produtos que são ricos em proteínas e vitaminas. Essas substâncias fortalecem o corpo e evitam que o organismo fique suscetível a doenças que são bastante prejudiciais aos idosos.

Para isso, os nutricionistas aconselham que alimentos ricos em zinco, por exemplo, estejam mais presentes na mesa de jantar dos mais velhos. Essa recomendação é feita sobretudo para aqueles que não sentem tanta fome, pois o zinco estimula o paladar e abre o apetite.

Além disso, buscar variar e combinar cores nos pratos é outra forma de manter uma nutrição gostosa e equilibrada. Dessa forma, garante-se a ingestão de diversas substâncias benéficas para o organismo. Ainda, não se deve esquecer de evitar ao máximo o consumo em excesso de açúcar e sal. Para tal, substitua-os por ervas naturais ou mel, que são ingredientes mais saudáveis.

Para acompanhar as recentes estatísticas de longevidade, é preciso manter hábitos alimentares saudáveis. Nesse sentido, os serviços de um nutricionista podem auxiliar no equilíbrio das refeições e na prevenção de doenças crônicas.

Onde encontrar um nutricionista especialista na terceira idade?

No Inonni Market Sênior, o primeiro shopping virtual dedicado à terceira idade, é possível agendar sua consulta online com um profissional nutricionista. Além de usufruir dos benefícios do acompanhamento nutricional na terceira idade, você ainda conta com a facilidade do atendimento em Home Care, ou seja, em domicílio.

Na primeira consulta, serão avaliados aspectos importantes, como o seu hábito alimentar, sua saúde e estilo de vida. A partir de então serão necessárias outras consultas, para oferecer dicas práticas em sua alimentação no dia a dia, para:

  • Melhorar sua disposição e vitalidade;
  • Prevenir doenças;
  • Tratar sobrepeso, obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alterado, câncer, doenças renais, etc;
  • Otimizar sua saúde em situações especiais como gestação, amamentação, climatério, etc;
  • Orientações nutricionais para prática de atividade física.

Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato conosco através de algum dos canais abaixo. Teremos o maior prazer em atendê-lo:

  • Site: inonni.com.br;
  • SAC: (11) 2777-5765;
  • WhatsApp: (11) 94123-0060;
  • E-mail: sac@inonni.com.br

Esse artigo foi útil  para você? Então que tal o compartilhar em suas redes sociais? Assim, mais pessoas ficarão cientes da importância do nutricionista na terceira idade. E caso ainda não tenha iniciado suas consultas, acesse inonni.com.br e agende a sua avaliação nutricional.

Um comentário

Deixe uma resposta