Diabetes em idosos

Diabetes em idosos: saiba por que eles são mais afetados

Publicado por

O Diabetes Mellitus é uma doença que atinge, em média, 7% dos brasileiros. Desse percentual, a grande maioria é composta por pessoas com mais de 65 anos. Quando não tratada, essa elevação de glicose no sangue pode gerar inúmeros problemas, especialmente para quem está na terceira idade.

Uma grande parcela dos brasileiros conhece ou já ouviu falar sobre a temida Diabetes, doença que é caracterizada pelo aumento da glicose no sangue devido à insuficiência da produção do hormônio insulina no organismo.

Contudo, embora a sociedade esteja ciente da existência de tal enfermidade, o número de indivíduos que possuem a doença não para de crescer. Segundo o Ministério da Saúde, 14 milhões de brasileiros foram diagnosticados com Diabetes nos últimos anos. De acordo com o órgão, isso configura um aumento de 60% dos casos de pessoas com essa doença.

Desse número, um terço é representado por idosos, dado que coloca em evidência a importância de entender a gravidade dessa enfermidade para a terceira idade.

Pensando nisso, fizemos uma matéria expondo os principais motivos dos idosos serem mais afetados pelo Diabetes Mellitus. Além disso, explicamos quais são os dois tipos da doença e quais são os cuidados para se adotar durante o envelhecimento, a fim de evitar o surgimento ou o avanço da enfermidade. Acompanhe abaixo:

3 fatores de risco para o Diabetes na terceira idade

1) Pouca fabricação de insulina

O hormônio da insulina é fabricado no pâncreas, por meio das células betas. A sua produção é muito importante, pois é por intermédio desse hormônio que a glicose em nosso corpo é enviada para as células adequadas do organismo, a fim de ser distribuída de forma proveitosa à saúde.

Na terceira idade, no entanto, há uma baixa na produção de insulina, o que dificulta todo esse processo, permitindo que haja mais açúcar circulando no organismo do idoso.

2) Diminuição da massa muscular

Outro fator que colabora para o aparecimento do Diabetes em pessoas com mais de 65 anos é a sarcopenia, isto é, a diminuição de massa muscular que ocorre no processo de envelhecimento.

Isso acontece porque durante a transição da fase adulta para a idosa, o indivíduo perde músculos e acumula massa gorda, inclusive se, nesta etapa, a pessoa não possui hábitos saudáveis.

O problema desse caso está, novamente, na baixa consumação da glicose, que também pode ser feita pelos músculos. Assim, sem a queima do açúcar, os níveis deste no sangue aumentam, afetando o equilíbrio no organismo.

Além disso, a gordura é resistente à insulina e contribui para o surgimento de diversas complicações que são comuns à terceira idade, como, por exemplo, as doenças cardiovasculares.

3) Má alimentação aliada ao sedentarismo

Manter hábitos saudáveis durante a vida é um conselho que médicos, nutricionistas e educadores físicos sempre nos recomendam para que possamos crescer sem problemas que decorram de má alimentação e de pouca prática de exercícios físicos.

Contudo, devido a agilidade do dia a dia e da facilidade que comidas prontas e fast food proporcionam, os cuidados básicos com o que consumimos é deixado de lado, e isso acontece também com os idosos.

Assim, a dificuldade de mastigar e de preparar alguns alimentos faz com que os vovôs e vovós consumam mais carboidratos, como pães, arroz e massas, ao invés de proteínas.

Além disso, o sedentarismo causado pela falta de exercícios e, até mesmo, pela falta de simples movimentação na terceira idade, contribui para o acúmulo de gordura e, consequentemente, de açúcar no organismo, aumentando os riscos de aparecimento do Diabetes.

Tipos de Diabetes

Diabetes Tipo 1

O Diabetes do tipo 1 é uma doença autoimune, isto é, quando o organismo cria anticorpos para combater e destruir as próprias células betas pancreáticas, responsáveis pela produção de insulina no corpo do idoso.

O Diabetes tipo 1 é mais comum de ocorrer em crianças e jovens adultos, mas pode aparecer também na terceira idade. O diagnóstico é feito por meio de um exame de sangue, o qual, normalmente, reconhece a presença dos anticorpos ICA, IAAs, GAD e IA-2.

Os sintomas desse tipo de Diabetes incluem sede, fadiga, fraqueza, emagrecimento e fome excessiva, que evoluem para desidratação severa, sonolência e vômitos. Quando não tratado, pode levar ao coma. Por isso, caso o idoso apresente esses sinais, procure imediatamente o atendimento médico mais próximo da sua casa.

Diabetes Tipo 2

A forma 2 é o caso mais comum, pois é nela que o funcionamento da insulina é dificultado, o que caracteriza uma resistência insulínica no organismo dos indivíduos, principalmente nos mais velhos, já que esse grupo apresenta complicações na produção do hormônio.

Cerca de 90% dos pacientes que possuem Diabetes são diagnosticados com o tipo 2 da doença.

Os sintomas desse Diabetes também envolvem sede e cansaço, mas pode haver, além desses, dores nas pernas, aumento da diurese e problemas visuais. E, assim como o tipo 1, quando não tratada pode levar os seniores ao coma.

Contudo, é preciso estar atento e com os exames em dia, pois os sinais do Diabetes tipo 2 podem demorar anos para se aparecerem, o que dificulta o início do tratamento.

Como prevenir o Diabetes?

O estilo de vida adotado pelas pessoas é uma das principais prevenções para quase todos os tipos de doenças existentes. Por isso, manter hábitos de alimentação saudáveis e praticar exercícios físicos são essenciais.

Se o vovô e a vovó ainda não estão acostumados a consumir comidas mais leves e com poucas calorias, consulte um nutricionista ou um endócrino e comece a construir uma alimentação mais equilibrada, evitando os carboidratos e os doces.

Além disso, atividades como caminhadas, pilates, musculação e dança de salão são bastante indicadas para os mais velhos que buscam uma prática de exercícios mais brandos. A musculação, inclusive, ajuda no desenvolvimento de massa muscular.

Com esses hábitos, a probabilidade do surgimento do Diabetes na terceira idade é bem menor, o que vai contribuir para o bem-estar do idoso, além de deixar a sua vida mais bonita e mais saudável.

O conhecimento sobre as principais causas de uma doença ajuda bastante a se prevenir contra ela. Por isso, compartilhe em suas redes sociais este artigo e deixe os seus amigos alertados sobre os motivos que fazem com que os idosos sejam mais afetados pelo Diabetes.  

 

Deixe uma resposta