Geriatria, o ramo da medicina que cuida dos idosos

Geriatria: o ramo da medicina que cuida dos idosos

Publicado por

A geriatria é uma área médica responsável por atender as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. Os médicos que se especializam nessa área são chamados de geriatras e cuidam de doenças e traumas que surgem durante o processo de envelhecimento.

O conceito de vida que conhecemos é constituído de etapas, as quais podem ou não sofrer alterações devido a imprevistos. Por isso, na maioria dos casos, passamos pelo nascimento, pelo crescimento, pelo envelhecimento e por último, pela morte.

Essas fases da vida humana vêm acompanhadas de necessidades e cuidados específicos, os quais são de extrema importância para a saúde e, consequentemente, para uma longevidade na terceira idade.

Assim, quando crianças, por exemplo, é costume e dever dos pais levar os filhos ao pediatra, que é o médico especialista no tratamento de doenças e mal-estares de bebês e crianças até 12 anos de idade.

De forma análoga se encontram os campos da geriatria e gerontologia, que são responsáveis por cuidar das particularidades médicas dos idosos e das pessoas que estão passando pelo processo de envelhecimento.

Para você entender a importância do geriatra para a manutenção da saúde e do bem-estar do idoso fizemos esta matéria. Além de ficar sabendo quais são os serviços envolvidos no ramo da geriatria, você também entenderá as diferenças dos trabalhos realizados entre o geriatra e gerontólogo. Acompanhe a seguir:

Geriatria, o que é e como funciona

O geriatra é o médico especialista em cuidar de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. Isso não significa que idosos não possam ser consultados por um clínico geral. No entanto, o geriatra é o profissional que promove um envelhecer mais ativo e saudável, por meio de cuidados e tratamentos específicos relacionados ao envelhecimento natural.

É ele o profissional capacitado para lidar com doenças comuns da terceira idade, como a hipertensão arterial, incontinência urinária, diabetes e até algumas demências, como o Alzheimer. Além disso, ele também ajuda a tratar casos de labirintite e tontura no idoso, que são fatores de risco para quedas.

Assim, podemos concluir que a geriatria não é só mais um ramo da medicina para que pessoas que estejam na terceira idade possam realizar suas consultas e exames. Isso porque atua como coadjuvante na prevenção de doenças físicas e neurológicas que acometem esse grupo de pessoas.

A geriatria ajuda manter a autonomia e qualidade de vida do mais velho através da prevenção e reabilitação de doenças, de forma que ele consiga exercer suas atividades básicas e diárias sozinho.

Tratamentos geriátricos

Como mencionamos anteriormente, esse serviço médico serve para promover a saúde do idoso ao cuidar através de ferramentas especificas, das doenças que eles desenvolvem ao envelhecer. Assim, os geriatras costumam tratar de doenças físicas e neurológicas como:

  • Demências: doenças que afetam a parte neurológica do indivíduo causando alterações na memória e na parte cognitiva. São exemplos de demências senis o Alzheimer e a DCL (demência por corpos de Lewy);
  • Incontinência urinária;
  • Parkinson: doença neurológica que causa distúrbios na coordenação motora do mais velho, provocando tremores, rigidez dos membros e espasmos musculares;
  • Doenças cardiovasculares: hipertensão arterial e colesterol alto;
  • Tontura no idoso e labirintite: doenças causadas por diversos fatores e que são as principais causadoras de quedas em idosos;
  • Osteoporose: doença caracterizada pela diminuição da massa óssea, que deixa os ossos porosos e, portanto, mais frágeis;
  • Iatrogenia: complicações causadas pelo consumo de medicamentos que são inapropriados para o organismo do paciente idoso, ou, até mesmo, pela ingestão dos remédios em excesso;
  • Problemas ósseos e musculares: a geriatria também age no tratamento de idosos que têm mobilidade reduzida ou estão acamados devido a perda muscular ou complicações na estrutura óssea.

Além disso, os médicos dessa área também trabalham para garantir que os cuidados sejam prolongados. Assim, são os inúmeros os benefícios que os idosos garantem a começarem a frequentar um profissional geriátrico. Inclusive, a terceira idade portadora de doenças sem cura também é amparada por esses serviços através de cuidados paliativos.

As consultas geriátricas envolvem também uma análise social e emocional do idoso, atuando, assim, em diversos níveis da saúde desse indivíduo. Por isso, os atendimentos costumam ser mais demorados do que de um clínico ou ortopedista, por exemplo.

Pode-se afirmar, então, que os geriatras funcionam como um aglomerado de médicos em um, o que facilita bastante a vida do paciente sênior, já que ele não precisa ir em especialistas diferentes para resolver cada enfermidade que aparecer.

O conceito de gerontologia e as diferenças com o ramo da geriatria

Apesar de a nomenclatura ser parecida, a gerontologia e a geriatria são áreas distintas, mesmo que possuam um objetivo em comum: aprimorar os cuidados e os tratamentos das pessoas que se encontram no processo de envelhecimento.

Entretanto, a gerontologia é muito mais ampla, pois este termo se refere a uma área da ciência que busca estudar o envelhecimento humano em todos os seus aspectos. Por esse motivo, a gerontologia conta com a contribuição de especialistas auxiliares da área médica, como assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e nutricionistas.

Enquanto isso a geriatria, apesar de abarcar inúmeros serviços, concentra-se apenas no estudo, tratamento e na prevenção de doenças que estão associadas ao encaminhamento para a terceira idade.

Outras informações: existe idade mínima para iniciar as consultas?

Embora os tratamentos e as consultas dos geriatras sejam indicados para os idosos, adultos saudáveis que possuem entre 40 a 50 anos também podem começar a frequentar esse tipo de médico.

Essa possibilidade existe, visto que o corpo do adulto já vai começar a se preparar para os primeiros anos da vida idosa. Então, caso a pessoa sinta a necessidade de se precaver de uma forma especializada, o geriatra também é uma boa recomendação.

A geriatria é um ramo da medicina que oferece diversos benefícios para os idosos. Então, que tal compartilhar esse artigo em suas redes sociais? Assim, mais pessoas ficarão informadas sobre as vantagens desse tratamento especializado para a terceira idade!

 

2 comentários

Deixe uma resposta